terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Combo: Leituras de Janeiro



Olá pessoal,

O primeiro mês do ano acabou, 2016 está aí e eu venho com um post um pouquinho diferente desta vez! Resolvi postar os livros que li em Janeiro, já que são um dos poucos meses do ano que consigo dedicar à leitura como desejaria o ano todo.

Da minha estante, direto para o blog:

1) Amores Cruzados - Fátima Mesquita - Ed. Malagueta

Sinopse: "Carolina está em crise. Seu casamento com Gisa não passa pelos melhores momentos, perdeu um pouco do encanto de tantos anos. Mas elas têm uma vida inteira de lutas juntas, uma união sólida e confortável a que não pode virar as costas de repente. Até que surge uma admiradora que envia enigmas intrigantes para Carolina. Quem será esta que conhece sua paixão por palavras cruzadas? O que fazer com a emoção que sacode seus dias a cada mensagem que chega? O que fazer com esta mulher misteriosa?"

...
Impressões: Diferente da maioria dos livros que abordam a temática lésbica, "Amores Cruzados" aborda o relacionamento de duas mulheres mais velhas, casadas há algum tempo e que passam por uma crise no relacionamento. Em meio a tudo isso, surge uma admiradora secreta que pista a pista - literalmente - conquista Carolina. A história traz grandes dilemas como: a admiradora secreta e a força daquele relacionamento de tantos anos - será que o todo o tempo que Carolina e Gisa passaram juntas será o suficiente para fazer o casamento delas durar?!
 A leitura é fácil e é o tipo de livro que lemos em uma sentada só, até descobrirmos que é a moça misteriosa! 


2) Nicotina Zero - Alexandre Rabelo - Hoo Editora

Sinopse: "Esta noite, o DJ está de folga. Não fará os corpos despejarem de prazer pelos toques mágicos de seus dedos. Esta noite, não será um deus. Não consegue sequer imaginar uma boa trilha sonora para embalar sua caminhada noturna pelo centro de uma São Paulo. Decide então que esta noite não haverá nem mesmo sexo. Sente que precisa sobreviver a seus 27 anos, idade crítica dos astros suicidas. Talvez esteja na hora de parar de fumar, ao menos para distrair-se de si mesmo. Ter uma boa causa, algo que faça contrair novamente uns músculos para além da euforia da juventude. Num beco, longe de todas as ilusões de neon, encontra um rapaz de preto, que só pode ser o diabo. Mas o diabo existe? E o que lhe ofereceria o diabo numa cidade que dá fácil acesso a toda espécie de prazer? Qual dádiva seria mais desafiadora que a do amor incondicional? O rapaz de preto ri com malícia e encanto diante desse pedido."
...

Impressões: Particularmente, eu estava louca para ler o livro! Encontrei ele por acaso, na Livraria da Vila e foi batata!!! Comecei a ler lá mesmo e depois de dois capítulos decidi comprá-lo. Adorei a forma de escrever do autor, trilhando os encontros inesperados de DJ durante a obra, a forma como descreve São Paulo e os pensamentos, medos e desejos do personagem. É algo diferente de tudo o que eu já li. Gostei bastante da narrativa. Foi, na verdade, o que mais me chamou atenção no livro. Um jeito único, repleto de mistério, de narrar encontros casuais de uma noite em São Paulo. Vale a pena a leitura!


3) O Menino do Pijama Listrado - John Boyne - Cia das Letras

Sinopse: "Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus.Também não faz idéia de que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e, para além dela, centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com um frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel,um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. 'O Menino do Pijama Listrado' é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável."
...

Impressões:  Assistir o filme primeiro foi, sem dúvidas, o único erro que cometi ao ler este livro. O filme é ótimo (achei lindo!). Porém, conforme fui conquistada pela forma de escrever de Boyne, fiquei sem chão! Sua narrativa faz o filme parecer simples, até bobo. A história é emocionante por si só, mas a maneira que o narrador coloca, como se fosse um garoto de nove anos de idade, descrevendo tudo pelo que o personagem passa - aos olhos inocentes de uma criança - faz o livro ser ainda mais incrível!


4) 7º Céu - James Patterson - Arqueiro

Sinopse:
"O sumiço do filho de um político
O desaparecimento do filho do ex-governador da Califórnia comove o país. A vida de Michael Campion sempre foi assunto de interesse nacional por causa de seu grave problema cardíaco. Depois de três meses de investigação, a polícia de São Francisco descobre que o rapaz foi visto pela última vez entrando na casa de uma prostituta.
Uma descoberta surpreendente
Enquanto trabalha no caso de Michael Campion, a sargento Lindsay Boxer e seu colega Richard Conklin começam a investigar uma onda de incêndios criminosos em mansões da cidade. Quando Lindsay convoca o Clube das Mulheres contra o Crime para ajudá-la, é a vez de sua casa ser consumida pelo fogo.
A hora da verdade
Diante de dois dos casos mais difíceis de sua carreira, Lindsay se aproxima perigosamente de Richard, colocando em risco seu namoro com Joe Molinari. Ao mesmo tempo, ela participa do julgamento que coloca uma ardilosa advogada no caminho da assistente de promotoria Yuki Castellano."

...

Impressões: Vamos lá! 7º Céu faz parte da série "Clube das Mulheres Contra o Crime" - quem me conhece, sabe que eu comprei o livro só por causa do nome da coleção - mas, tenho algumas coisas a pontuar a respeito do livro: O enredo é ótimo! Os personagens também! A parte investigativa e o julgamento são sensacionais! O livro é do tipo que você não lê, devora! Mas...mas o final...
Foi o primeiro livro do James Patterson que eu li e, não sei se pelo fato das pessoas me falarem tão bem dele, acredito que eu tenha colocado um pouco de expectativa demais na leitura. Eu recomendaria o livro, se...não fosse aquele final! rsrsrs


5) A Garota do Trem - Paula Hawkins - Record

Sinopse: "Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Jason –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota no trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado."

...



Impressões: Sem dúvidas, o meu livro favorito do combo de Janeiro! Não sei por onde começar, mas me apaixonei perdidamente pelo livro. Primeiro: o livro é narrado em primeira pessoa (com diversos pontos de vista), nesse momento, eu já simpatizei com a história, pois acredito que - se for uma ferramenta bem utilizada - a narrativa em primeira pessoa ganha o leitor nas primeiras linhas (e foi o que aconteceu comigo!).
 "A Garota do Trem" narra de forma cativante a pacata vida de Rachel, que distrai-se observando seu caminho de trem até Londres. Porém, é exatamente nesse caminho - que parece algo tão rotineiro e sem graça - que a jovem se envolve em um verdadeiro mistério. 
Uma leitura surpreendente, com final inesperado. Um thriller psicológico que - merecidamente - estará, em breve, nos cinemas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário